Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

riscos_e_rabiscos

.

.

Afinal a tradição já não é o que era... MESMO!

Bom, caros blogueiros, como devem ter reparado, no blog anterior eu tinha dito que iria escrever um blog todos os dias, mesmo que o conteúdo fosse só para "encher".  Que era assim uma espécie de corrente. Com grande pena minha (e certamente vossa :P) quebrei a corrente. A culpa não foi minha, não pensem. A culpa foi do N. - tou no portátil dele -, e da P. que é a mulher mais complicada que já alguma vez conheci na vida!!!

Quem sabe se não foi praga da minha amiga C. por eu não ter ido à super-hiper-mega festa do G.? Querida amiga eu bem queria ter ido mas tinha aulas na sexta-feira e depois vinha o N. no fim de semana. Não dava ...

Mas prometo que um dia destes vou aí ter contigo pa irmos a uam festa da espuma... Lembraste? Mas para a próxima vou descalça (estraguei os sapatos todos) e já não levo sutiã preto! Ahahahah! Ah e o pimo tem que lá estar também. Podemos levar o G. e o N. mas eles ficam ao balcão a controlar-nos... Lol!

Bom, espero que tenha corrido tudo bem ontem e que te tenhas divertido.

Vamos lá começar a relatar o dia de hoje. Como sempre, fomos às compras comprar comida para nós e para o Pimentinha que é mais esquisitinho que o deus-me-livre. Hoje anda mole, o cão. No entanto, anda sempre atrás de mim ou ao pé de mim. Põe-se deitado estrategicamente a olhar para mim com um olhar embevecido, apaixonado mesmo.

Eu tenho a teoria de que ele pensa que sou mãe dele. A doninha é o seu supra-sumo. Não dá beijinhos a ninguém, no entanto, à sexta-feira abre uma excepção e cobre-me de beijos e esfrega-se todo em mim. Pobre bichinho.

Adivinhem lá porque é que estou aui neste momento, em portatil alheio a escrever o meu blog diário descansadamente (ou não)... É coisa de gajo. O N. está... a ver a BOLA! caso contrário acho que hoje não haveria blog de novo... Ooops!

Bom, vou terminar isto e pisgar-me antes que seja corrida daqui... See You tomorrow!!!

Para não quebrar o ritmo...

Ora, hoje não há muito a dizer. dia de cacarácá, enfiadinha em casa de volta do computador e dos negócios, acompanhada pelo amigo Bóbi.

Resolvi só escrever meia dúzia de palavras para não perder o ritmo. é que se me começo a baldar, está tudo estragado e, certamente, os meus fãs iriam ficam muito tristes. E eu não quero.

Dizem que o meu blog é assim uma espécie de corrente... :P

Vingança serve-se... doce!!!

 

AAAAAAAAAAAAARGHH! Acho que a minha mãe me quer matar... Passo a explicar!

Quem me conhece sabe da minha fobia à pele de pêssego e afins, bem como alguns veludos e interiores de malas aveludados. Vai-se lá saber porquê...

A minha mãe chegou-se ao pé de mim com falinhas mansas a perguntar se eu não queria um alperce. eh... até me apetecia. -mas eu impus-lhe logo a condição:" só se o descascares!" Ela respondeu que sim.

Lá me trouxe dois lindos alperces num pratinho todo XPTO. Pegeui num alperce, abri a boca... e trinquei! Socorrooo!!! Jasus!!! Heeeeeeeeeeeelp!!!

Tava tudo estragado... senti um bocadinho de PELE. Sim, a coisa que mais repugna... aquela pele aveludada. AAAAAAARRRRGHHH!!!

Isto foi uma cena praticamente bíblica, qual Adão e Eva. A minha mãe veio oferecer-me a "maçã" para eu trincar e quase que ia indo parar ao paraíso!

Por isso, e para tirar a impressão da língua e o gosto da boca, só me resta fazer uma coisa: atacar uma torta de morango e comer um belo chocolatinho que ali está a fazer-me adeus. Alguém quer um bocadinho???:P

P.S. Já vos falei da fobia dos pombos? Não? Então fica para outro dia... :P

Hummm... Pois é!

Hummm... Pois é! Mais um dia super interessante... Levantar, ir pa escola, dar aulas, os putos a portarem-se bem e um calor dos diabos!!!

A directora nem se baldou cedo da escola... deve estar algo para acontecer!

Parece que não me ando a sair mal enquanto "ciganita vendedeira". Melhor!

Afinal o N. já não vem de fim de semana prolongado... Tal não tá a moenga, hein?!? é sempre assim...

Estou a pensar seriamente em ir roubar o aquário aos peixes e fazer um part-timezinhop de vidente ou algo do género. Dava jeito era adivinhar o totoloto ou o euromilhões. Vou começar a treinar a mente... e é já!!! Vou deslocar-me até ao meu leito, fecho os olhos - para uma melhor concentração - e amanhã logo vos digo se dá resultado. Experimentem também !!!

Não Sei que Título Hei-de Dar a Isto...

Lá começou a semana, sem novidades de maior. As aulas correram bem, os miúdos portaram-se beme não houve circo na escola.

Continuo triste e apática fora do recinto escolar pois lá tenho a máscara de professora.

Levei um grande balde de água fria da pessoa que me tinha feito a maior encomenda da YR mas não há-de ser nada. Deus está lá em cima a ver e castiga quem merece. quem tudo quer, tudo perde. E essa pessoa quer ganhar tudo. Mas um dia os ventos vão virar-se noutra direcção.

Lá fui dar uma explicação super mal paga. eu nem digo o valor porque tenho vergonha do quanto pagam à hora aquele ano.

Até o meu bóibi me acompanha em tristeza, apatia e astenia.

Eu e o cão estamos doentes. Estamos deprimidos e não queremos comer nem fazer nada. Estamos NEURASTÉNICOS!!!

 

 

Domingo (mais um...)

Mais um domingo sem interesse nenhum, em que nada se passou. Igual a tantos outros... É daqueles dias em que não se vive, nem se sobrevive... passa-se indelével pelo tempo.

É triste e é assim que me sinto. Completamente indiferente à vida e ao que se passa em meu redor. apática.

Amanhã lá começa mais uma semana e lá vou eu por a máscara às 10 h da manhã. Lá vou eu ter de mostrar o que não sinto e rir e sorrir quando a vontade que tenho é de fugir dali e ir chorar para um canto qualquer.

Mas é assim a vida. Há que aguentar pra passar mais um dia. Chama-se a isto RESISTIR!!!

Sábado,,, eh!

Mais um dia que se sobrevive.

Comecei o dia a dar explicação. Parece que não faço mais nada a não ser trabalhar, ou seja dar aulas ou explicações.

Parte da tarde, trabalho na mesma.

À noite… aborrecimento. Apetece-me desistir da vida. Cada vez tenho menos vontade de viver. A pessoa que devia ser mais compreensiva comigo não o é. É dura e fria e inflexível. Ele sabe que me magoa mas prefere fugir das coisas a falar sobre elas.

O meu blog hoje acaba aqui. As lágrimas turvam-me os olhos e nem vejo as letras.

Amanhã será um novo dia, eu espero!

 

Dia Mundial da Criança

Pra mim é mais um dia que se fala muito e pouco se faz pelas crianças. E o consumismo está na berra… ora lá está! Os meninos foram à Feira do Livro, onde lhes foi oferecido um livrito já na mira dos pais comprarem a colecção toda. E mais uns lápis ronhosos pa pintar, ou não.

Se é Dia Mundial da Criança, não devia de haver crianças mal tratadas, abusadas sexualmente, desaparecidas, tristes, com fome, com sida, e por aí a fora. Se é Dia Mundial da Criança, devia ser um dia mágico em que elas eram seres intocáveis. Mesmo!

Lá fui eu dar aulas para a minha segunda escola onde nada se comemora mas foi dito aos putos para não levarem nada para as AECs.

Não fossem os professores autênticos mágicos de cartola, e as aulas eram uma m….!

Pois sem material de qualquer espécie para trabalhar, lá me discorreu que os putos podiam fazer uma sessão de leitura (tinham os tais mini-livros oferecidos). E como só a minha turma não chegava, ainda meteram mais outra na minha sala. Naquela escola funciona-se assim. É uma alegria.

Hoje estou furibunda por vários motivos. Motivo 1: a culpa foi da minha mãe. Tocou num ponto muito fraco que eu tenho, e que ela nem sonha (nem ninguém, penso eu). Magoou-me muito o que ela disse.

Motivo 2: O N.. Era para vir este fim de semana mas não veio, no fim das contas. Fui trocada por 1 velha desconhecida, rígida e fria. Eu explico, trocou-me pelo funeral da tia do patrão. Acham isto normal?! Eu fikei pa morrer e depois se tivesse morrido, queria ver qual é que ele escolhia :P Bem que a velha podia ter morrido noutro dia! Deus tenha a sua alma em paz.

Motivo 3: vários, pequenos e chatos.

Resumindo e concluindo, também gostava de ter tido um Dia Mundial de Mim Própria, onde ninguém me tivesse chateado e as coisas tivessem corrido melhor.

Fim de palavreado!!!

Pág. 3/3